Processed with VSCO with hb1 preset

Meus dois investimentos do ano: Instax Mini 8 e Kindle Paperwhite

Para quem me segue no Instagram (se você não segue, faça esse favor a si mesmo), não é novidade que eu fiz duas compras muito legais. Nenhuma das duas é novidade, ambos são aparelhos que circulam há bastante tempo no mercado, mas só agora tive a$ oportunidade$ de adquirí-los. Estou falando da Instax Mini 8 e do Kindle Paperwhite!

Instax Mini 8

A Instax é uma câmera instantânea da Fujifilm, concorrente direta da Polaroid. Em tempos de social media, Instagrams perfeitamente simétricos e cuidadosamente pensados e fotos que duram apenas enquanto dão curtidas, uma câmera analógica fazer tanto sucesso chega a ser espantoso. De fato, ela não é nem nunca será a primeira escolha de quem pensa em técnicas elaboradas de fotografia profissional ou selfies para postar no Facebook. A proposta é guardar consigo lembranças marcantes (por isso as fotos são tão portáteis que cabem na carteira). O que desanima, infelizmente, é o preço dos filmes: um pacotinho com 10 poses custa cerca de 40 a 50 reais.

Uma coisa legal é que, dependendo do filme, a bordinha das fotos também muda: olha só a diferença do pacote tradicional para o pacote arco-íris!

Eu adquiri a minha no site do Submarino, que costuma ter promoções boas e frete grátis.

Kindle Paperwhite

Depois de tantas fotos fofas falando sobre a minha Instax, o Kindle pode até ficar ofuscadinho nesse post, mas a verdade é que ele foi uma das melhores coisas que me aconteceu. Na minha opinião, um e-reader é um dos melhores investimentos que você pode fazer a si mesmo. Muita gente pode até discordar e tentar argumentar que livros em papel são melhores, mas já foi comprovado que o leitor digital não substituiu e nem substituirá os livros físicos. Aliás, nem é esse o propósito dele.

Eu costumo usar muito o meu Kindle para ler livros que eu não pretendo guardar numa biblioteca física. Infelizmente, o nosso espaço está cada vez mais limitado, e é muito importante repensar o nosso consumo de tudo, inclusive de livros. Pode parecer muito glamouroso e incrível uma estante abarrotada de volumes, mas além de gastar papel desnecessariamente, isso pode tomar o espaço que seria destinado a obras que você pretende consultar e levar consigo para a vida inteira.

A minha capinha do Kindle na verdade não é do Kindle! Eu comprei na loja física da Saraiva.

Lembrando que o foco do post não é convencer vocês a comprá-los (na verdade, acho que os próprios itens se garantem nesse quesito), nem mostrar especificações técnicas. Muita gente já fez esse tipo de post, mas se a demanda popular pedir, eu posso fazê-los também. 😉

Abraços!