Pele glow: achados nacionais e importados de bases com acabamento luminoso

Quando se pensava em pele luminosa, as brasileiras entravam em pânico por associar brilho a oleosidade. Felizmente, já passamos dessa fase e tudo o que queremos é o tal do “glow que vem de dentro”. Uma pele glow é uma pele hidratada, sedosa e com viço natural. E, para obtermos essa luminosidade, é mais que necessário usar hidratante todos os dias (o queridinho do momento, o ácido hialurônico, pode ser usado por todas as idades e todos os tipos de pele). Essa tendência pode ser observada principalmente no trabalho de maquiadoras como Brigitte Calegari e Nathalie Billio, que não abrem mão de um visual mais natural e menos caricato.

As bases de acabamento glow ainda são um pouco raras no mercado nacional acessível, então as opções mais baratas que vou mostrar para vocês se encontram na faixa dos 60 reais. É um valor alto, considerando que há bases matte de 30 reais muito boas. Mas a boa notícia é que você pode obter um resultado muito semelhante se misturar a sua base matte com hidratante ou iluminador líquido. Outra opção mais sutil é finalizar a maquiagem com uma bruma finalizadora, que vai suavizar o aspecto opaco e manter um acabamento bonito por mais tempo.

Séruns e iluminadores para deixar a pele glow

O sérum No Drama Lhama Cat Make é o meu favoritíssimo da categoria para usar direto no rosto. Ele contém ácido hialurônico e pode ser usado tranquilamente como hidratante facial. Como primer, ele deixa a pele bem lisinha e preparada para receber a maquiagem. É cruelty free e vegano e pode ser encontrado aqui no site da marca.

Outro sérum da marca é o Lágrimas de Unicórnio Cat Make, mas preste atenção, estou falando do sérum em óleo. Existe uma versão oil free, mas a minha opinião sobre ela se resume em: derramei ele na pia para usar a embalagem conta gotas. Mas vamos focar na versão boa, o óleo. Tem um toque sedoso, é o meu favorito para misturar em bases, e não deixa o rosto pegajoso. Basicamente, eu acho ele uma opção barata (não chega a ser dupe!) para quem queria o Huile Prodigieuse da Nuxe. Também é cruelty free e vegano. Encontre aqui no site da marca.

O BT Mermaid Bruna Tavares é uma excelente opção para quem tem pele oleosa e não quer sentir o produto na pele. Ele também contém ácido hialurônico, assim como o No Drama Lhama, mas a sensação dele na pele é tão leve que quase não sinto o poder de hidratação. Eu também já testei o BT Detox da mesma marca, mas acho os dois extremamente parecidos. Ele é o mais versátil dos produtos, podendo ser usado para misturas e como primer. Pode ser encontrado na Sephora e em grandes perfumarias.

Incluí o BT Glow Bruna Tavares nessa lista como opção de iluminador líquido para quem quer misturar com a base. Muitas blogueiras usam o BT Glowtion (hidratante iluminador) da marca nessa função, mas eu honestamente testei em loja umas três vezes e nunca vi utilidade nesse produto, nem como hidratante e nem como iluminador. O BT Glow é polêmico, muitos amam e muitos odeiam. Ele é hiper pigmentado e a consistência é muito grossa, o que não combinam com a embalagem, mas a minha experiência com o produto foi boa. Pode ser encontrado na Sunset Cosméticos.

Bases e BB Creams com acabamento glow

Comecemos com a categoria BB Cream com o aclamadíssimo BB Cream Clareador SPF44 Latika. Esse produto é o único BB Cream nacional que eu gosto, e eu já testei Maybelline, L’Óreal, Avon e Panvel. O FPS dele é altamente superior aos concorrentes, o que o torna um BB Cream de verdade e não uma simples base leve com FPS 20. Outro diferencial dele é o acabamento luminoso e o glow incrível na pele, enquanto os outros BBs possuem o acabamento matte. Indico para todo mundo, e se você tem pele oleosa, um pó deve segurá-lo no rosto sem perder o aspecto bonito. A única desvantagem é a minúscula gama de cores, o meu tom é o Bege Claro. Encontre aqui.

A próxima é um clássico na vida de toda mulher que tem a pele seca, a queridinha dos anos 2000, a Healthy Mix Serum Bourjois. Quando o nosso mercado tinha pouquíssimas opções, a Bourjois era queridinha das blogueiras, mas ultimamente ela tem ficado tímida. A Healthy Mix tradicional, sem ser a Serum, foi reformulada e é muito parecida com essa versão. A diferença é que a Serum promete cobertura leve e é indicada para peles normais a secas. Seja qual for a versão de Healthy Mix que você escolher, a proposta da base é ser realmente luminosa e ter ingredientes naturais que façam bem à pele. Também não tem a melhor gama de tons do mundo, o meu é o 52 Vanille. Encontre aqui.

Agora vamos falar dela, da pioneira de tudo, que capinou o lote quando isso tudo aqui era mato, a Face & Body MAC. Ela é tão icônica que a Dior lançou uma base com o mesmo nome inspirada nela, além de ser a favorita das passarelas. Mas sendo bem sincera, ou você ama ou você odeia, não existe meio termo. A cobertura dela é baixíssima, sendo a base de cobertura mais leve que eu já vi, mas ela permite construir camadas até uma leve-média. O acabamento dela é luminoso e o toque dela não é seco. Eu indicaria ela para pessoas que não querem parecer maquiadas de jeito nenhum, ou pessoas que amam tanto maquiagem que já estão por dentro da tendência glow. Além disso, a MAC é uma das referências globais quando o assunto é variedade de tons, o meu é o C1 (mas essa base é um pouco mais escura, meu tom na marca costuma ser C2 ou NC20). Você encontra na própria loja MAC ou na Sephora.

Uma nacional que eu aplaudo com as mãos e os pés é a Air Power Make B O Boticário. Uma das pioneiras no segmento base conta-gotas do Brasil, essa base é leve mas possui alta pigmentação, ou seja, tudo o que a brasileira quer. De todas essas bases, é a que apresenta acabamento mais sequinho, indo um pouco para o aveludado, mas ainda mantém o viço natural. É a que eu mais indicaria para quem quer começar a usar base, porque não é matte nem lustrosa. Essa em específico do Boticário é cara! Mas várias marcas já possuem similares, como a Quem Disse Berenice e a Vult, que são da mesma empresa mas são linhas mais acessíveis. Além dessas, a Natura também tem uma que quero muito testar. A variedade de tons é minúscula (o que eu não entendo, já que a QDB sempre tem muitos tons), e o meu tom é o Bege Claro 01. Você encontra nas lojas O Boticário.

Deixei a minha favorita, a que ganha o pódio, em primeiríssimo lugar. A Naked Skin Urban Decay é uma verdadeira joia na penteadeira, mas não é só a embalagem que é linda. Ela também tem muita qualidade, e eu a classificaria como uma cobertura leve mas praticamente média, um glow bonito mas o toque ainda é sequinho. Não sei, é bruxaria dentro do pote, ou talvez seja os absurdos 250 reais que ela custa. Mas creio que seja um sucesso, porque ela vive esgotada na Sephora Brasil e eu ganhei a minha de presente. O meu tom é o 3.0.

Outras opções para uma pele glow

Como eu disse, o mercado de bases luminosas tem crescido muito. É impossível acompanhar todos os lançamentos, não tenho nem dinheiro nem rosto para tudo isso kkkk. A boa notícia é que existem opções mais baratas e inclusive mais caras que as que eu mostrei. A seleção a seguir é das bases que, por resenhas ou por indicações de amigas, eu compraria.

  1. Base L’Essentiel Guerlain, R$ 299: Essa base é um sonho de consumo, parece uma joia. Possui 97% de ingredientes naturais e um acabamento de brilho natural que a marca diz durar 16 horas. Está com 15% de desconto na Sephora.
  2. Base Dior Backstage Face & Body, R$229: A base inspirada na Face and Body da MAC, nova queridinha dos maquiadores, famosa por possuir 40 tons diferentes. Tem a proposta de ser versátil e construir camadas. Encontre na Sephora.
  3. Base Make B Hyaluronic FPS 70 O Boticário, R$90: Eu sou completamente apaixonada pela Air Power da marca, e algo me diz que eu iria amar essa também. Essa que vos fala é viciada em ácido hialurônico e em FPS alto. É uma opção ótima para quem quer se aventurar no mercado das bases mais luxuosas. Encontre no site da marca.
  4. Base Aqua Hidratante Quem disse Berenice, R$66: A versão teen e jovem da Make B possui FPS 15 e promete hidratação por até 8 horas. Pode ser encontrada no site da marca.
  5. Base Fresh & Fit Healthy Glow Essence, R$40: Essa base foi mais polêmica que mamilos, pois a marca é alemã e trouxe para o Brasil apenas três tons brancos. No entanto, quem usou diz que a fórmula é incrível, pois é enriquecida com vitaminas e água de cranberry (proposta similar à Healthy Mix Bourjois).  Não encontrei em lugar nenhum. =(

É isso, amigos e amigas, espero que esse post tenha sido útil para vocês. Não esqueça de mandar esse link para seu amigo ou sua amiga que quer muito comprar uma base nova. Abraços e até a próxima!

Montando uma rotina acessível de cuidados com a pele

Oi, internet! Tudo bem com vocês?

Hoje eu trouxe um vídeo muito legal para quem estava curioso sobre como eu faço para cuidar da pele. A maioria dos produtos que eu uso são bem acessíveis. Estou sempre tentando otimizar a minha própria rotina e torná-la com um bom custo benefício. Se você também não tem um mega orçamento mas quer cuidar da pele, confere o vídeo! 😉

 

Abraços,

Carol

A minha make nada que é de fato uma make nada

Muitas de vocês devem ter se deparado com tutoriais de “make nada” que levam meia hora para ficar prontos e levam quinze produtos diferentes, não é mesmo?

Pois é, eu já caí nessa roubada. Já achei que precisava de vários produtos diferentes para seguir os tutoriais das blogueiras. E é por isso que eu trago esse post. Muita gente elogia minhas maquiagens, mas nem imagina que o segredo dela está no cuidado com a pele.

Nessa foto acima, por exemplo, usei apenas corretivo, pó translúcido, lápis bege, pasta de sobrancelhas, máscara de cílios e batom. Não tem base, não tem iluminador, não tem blush. O glow e o corado são da minha pele mesmo, e é muito mais saudável se acostumar a andar assim a passar quilos de reboco na cara.

Os produtos usados acima são esses:

maquiagem2

Corretivo Studio Finish MAC

O meu Studio Finish é essa paletinha bem útil, mas é a mesma fórmula do corretivo em pote. Consigo usar tanto o NC20 quanto o NW20, sendo o NC20 mais a cor da minha pele e o NW20 um rosado que neutraliza o tom da olheira. Os outros tons eu uso quando faço uma maquiagem mais elaborada com todo aquele negócio de iluminação e blablabla. Mas querem saber a verdade? Aquela quantidade toda de milhares de corretivos não é necessária. É muito mais seguro fazer camadas finas e construí-las de acordo com a sua necessidade. Dá um resultado mais natural e menos argamassa.

Se você não quiser gastar tanto, o corretivo em pasta da Quem disse, Berenice? tem um efeito muito similar, sendo inclusive mais sequinho que este. Como minha pele é de normal a seca, prefiro o da MAC por ser mais emoliente.

Pó translúcido HD Vult

Esse pó da Vult é o queridinho de muitas pessoas, tanto o compacto quanto o translúcido. Eu nunca usei o compacto, mas o translúcido é bom. Ele é mais rosadinho, então some fácil mesmo em peles mais morenas. Nunca me deu problema de estourar no flash e dá um acabamento mais natural que o compacto. Usei apenas para selar o corretivo.

Lápis High Brow Benefit

Sabe aquele passo “frescura que faz toda a diferença”? É o lápis bege na linha d’água. Acho que deixa qualquer um com cara de mais acordado e descansado. Você pode usar o lápis Perfect Up da Vult, que tem a mesma função e é muito mais barato que esse. Ambos duram muito na linha d’água. Eu mesma, se precisar comprar de novo, optarei pelo Vult sem pensar duas vezes.

Pasta de Sobrancelhas Ka-Brow! Benefit

Esse é o produto de maquiagem com a embalagem mais maravilhosa que eu tenho. E o conteúdo também não deixa atrás: adoro a possibilidade de deixar minha sobrancelha bem definida, mas com aspecto natural. O pincel que vem dentro é bom de verdade, o que é raro nesse tipo de produto. A desvantagem é custar muitos dinheiros (129 reais), mas a Maybelline tem um lápis de sobrancelha gordinho que é minha opção do dia a dia.

Máscara de cílios Extra Volume Make B

Essa máscara de cílios foi roubada da minha mãe, que não se deu bem com o aplicador de silicone dela. É uma máscara maravilhosa, inclusive, o efeito dela nos meus cílios é quase igual ao da Roller Lash da Benefit, a melhor máscara que já usei na vida. A minha está quase acabando, mas não pretendo repor pelo preço salgado (75 reais).

Batom True Red Panvel

O produto mais acessível desses da lista. Paguei aproximadamente 7 reais nesse batom, que é um dos meus favoritos. Essa cor True Red é bem leve, não espere cobertura dela. É como se fosse um híbrido de lip balm com cor e batom. Essa corzinha de saúde é justamente a responsável pelo meu vício posterior em batom vermelho. Recomendo para quem ainda está com medo de ousar.

Outros produtos que eu também gosto de usar nessa mesma natural vibe:

maquiagem3

Tendertalk Lip Balm MAC

Este é um lip balm com cor. Custou 89 dinheiros, o que é um absurdo, mas é a coisa mais hidratante que já usei nos meus lábios e a única que me salvou na secura do cerrado brasiliense. Eu compraria de novo. Chorando, claro, mas compraria. Pretendo testar outros lip balms que prometem ser mega hidratantes, depois conto o que achei deles.

Delineador Marrom Maybelline

Nada de mais a declarar. Um delineador marrom, barato, desses de pincel. Não é à prova d’água, então é bom para o dia a dia. A embalagem é que me desagrada um pouco por ser frágil, mas acho que paguei apenas 20 reais e é até bem pigmentado.

Máscara de cílios Roller Lash Benefit

A máscara amor da minha vida. Rende bastante, deixa os cílios curvados, alongados e até com um pouquinho de volume (o suficiente para me agradar). Não é à prova d’água e é bem fácil de tirar, ao contrário da They’re Real que é um parto para tirar e ainda escorre.

Blush Blushbaby MAC

Você precisa investir tanto em um blush? Sejamos sinceros, não. Um blush barato vai fazer o mesmo serviço. O diferencial, porém, é essa cor Blushbaby. Ela é exatamente do tom que eu fico corada, sem contar que é bem suave e não fica chinelada nem se você se empolgar muito. Eu uso quase todos os dias esse blush há mais de um ano e nem sinal de ele afundar. Isso se dá à qualidade dos produtos em pó MAC, que não esfarelam de jeito nenhum. Geralmente um blush mais barato esfarela bastante, e nisso, você já perde produto que daria mais umas duas aplicações.

E é isso. Parece uma lista bem extensa de produtos, mas se você for pensar, a pasta de sobrancelhas é dispensável para quem tem uma sobrancelha cheia. O lápis bege é mais um charminho extra. O pó é dispensável se seu corretivo for bem sequinho. Dessa forma, o trio corretivo + rímel + batom é a minha recomendação para a maquiagem do dia a dia.

Vamos falar de beleza, mas também falar sobre consumo consciente! <3
Beijos!