Os objetos que destralhei e fizeram TODA A DIFERENÇA no meu quarto

Olá, tudo bem com você? Caso seja sua primeira vez no blog, meu nome é Carolina, eu tenho esse blog desde 2015 e aqui falamos sobre muitas, muitas coisas!

Eu comentei no stories do Instagram (caso você não me siga, corre lá, @carolinahaine) que fiz um mega destralhe no meu quarto. Os motivos são vários, mas o principal deles, não vou mentir, é que não quero ser uma pessoa muito cheia de coisas. Penso em viajar, me mudar de casa, e acho um pouco repudiante a ideia de manter um verdadeiro memorial na casa dos meus pais.

Por isso, listarei a vocês quais os objetos que destralhei e fizeram a maior diferença no meu quarto. Não só eu tenho muito mais espaço sobrando, mas as superfícies ficaram muito mais limpas e agradáveis ao olhar. E por isso compartilhei com vocês como fiz esse destralhe e dicas de como adaptá-lo ao seu quarto. Confira:

Cadernos e papéis

Esse era o objeto VILÃO E RESPONSÁVEL pelo caos no meu quarto. Como toda pessoa apegada em papelaria, eu gastava muito dinheiro em cadernos chiquérrimos estilo Moleskine todos os anos. Meus cadernos da faculdade eram todos impecáveis e eu tinha tantos entulhados por toda a parte. Sem contar os papéis avulsos, xerox e apostilas que acumulei ao longo desses seis últimos anos. Além disso, desde 2003, eu tenho o hábito consistente de manter um diário (hoje em dia, esse diário é muito mais um bullet journal e listas de pensamentos do que o tradicional “meu querido diário”).

Eu fiz o seguinte: tudo que era relacionado ao meu curso, desenhos, etc… Joguei fora. Isso, nem olhei o que era, joguei fora. Durante muito tempo, eu achava que eu ia revisitar esses materiais, mas a verdade é que não vou. Tenho uma porção de livros para consulta, minhas pastas no Evernote e no Dropbox repletas de anotações, não preciso dessa papelada toda. Doei as apostilas para o centro acadêmico da universidade. Os diários eu guardei, pois de vez em quando gosto de relê-los e me rendem boas risadas. (:

Sapatos

Eu mantinha no meu armário uma porção de sapatos inadequados para mim. Sandálias que arrebentaram, sapato com a sola se desfazendo, chinelos tão velhos que a gravura já tinha sumido… Além de sapatos que eu usei uma vez na vida em 2011 e depois disso nunca mais. Obviamente, o que estava em bom estado foi para doação. O que não estava em bom estado foi para o lixo. Nessa brincadeira, eu esvaziei quase que pela metade a minha sapateira, mantendo comigo 25 pares de sapatos. Estava orgulhosa de mim e achei que era um número bem baixo, mas muitas pessoas me falaram que é muito!! Fiquei curiosa, quantos pares de sapato você possui? Por favor comenta aqui embaixo!

Roupas

O meu maior problema com roupas era uma categoria imensa e complicada: ROUPAS QUE EU GANHEI DE ALGUÉM MAS NÃO GOSTO E NUNCA USAVA MAS GUARDAVA POR CONSIDERAÇÃO A QUEM ME DEU. Tive que me desapegar bastante dessa mentalidade para conseguir separar essas roupas para doação. Simples: a vida é muito curta para ocuparmos espaço (e tempo, e dinheiro…) com coisas que não nos dão satisfação e saúde mental. Olhar para aquela pilha de roupas que eu não gostava e sabia que nunca iria usar me entristecia muito. E agora essas roupas serão muito bem aproveitadas por pessoas que realmente precisam e vão usar.

Além disso, eu tinha uma gaveta INTEIRA na minha cômoda de roupas que eu não gostava. Um absurdo, né? Sempre pensava “essa roupa que eu não gosto vou usar em casa”. Mas eu nunca usava em casa. A verdade é que minhas roupas de “ficar em casa” são meus pijamas mesmo. E tá bom assim. Não vejo sentido em guardar um monte de roupa que acho feia. Até meus pijamas são cuidadosamente escolhidos por mim. (;

Maquiagem

Eu tenho muita maquiagem. Embora eu não costume sair maquiada, é um hobby para mim colecionar e testar produtos. Gosto principalmente de testar base, como toda cidadã brasileira, mas acumulei tantas ao longo do tempo que eu precisaria de uns dez rostos para usar em tempo hábil. Além disso, algumas eu nunca gostava de usar pois não estavam no tom certo para a minha pele. Chamei algumas amigas (é importante que sejam pessoas conhecidas, pois mesmo que eu tivesse usado poucas vezes o produto, é meio estranho dar um produto usado pra quem você não conhece), expliquei a situação de cada produto e elas toparam receber a doação.

Coisas sem categoria que estavam apenas ocupando espaço

Meu quarto era repleto de bibelôs daqueles que alguma tia deve ter me dado de presente em 2005 e ficava ali pegando poeira. Tiaras de cabelo que eu usei duas vezes na vida mas ainda estavam lá. Celulares velhos, CDs e DVDs que eu nunca mais vou ver e não tenho apego emocional nenhum, canetas que já não escreviam mais, etc etc. Era tanta tranqueira que eu não tinha nem noção. A maioria dessas coisas acabei jogando fora mesmo, pois muitas estavam até quebradas.

E talvez você agora esteja se perguntando. Legal, fiz o destralhe. Mas e agora, COMO organizar? Bom… Esse será o assunto do próximo post! Então fiquem ligados e não percam.

Minha rotina de cuidados com a pele atualizada

Olá, internet! Há dois anos, eu compartilhei aqui com vocês a minha rotina de cuidados com a pele. Infelizmente, o Photobucket retirou todas as fotos que pus no ar, então não tem como visualizar as fotos desse post.

Segue o post… Mas já adianto que a minha rotina mudou porque eu acabei investindo mai$$ nela. Vou fazer um comparativo do produto atual e do anterior, explicar as diferenças entre eles, etc. Vem que tá babado (:

Limpeza e Tônico

Esse é um passo que eu mudei drasticamente na minha rotina, e para muito melhor. Começando com o amor da minha vida e estrela do post, o Sabonete Facial Cleanance Avène. Esse sabonete é caro… Esse tamanho de 155g custa de 40 a 50 reais, mas vale a pena porque rende bastante. O cheiro e a textura são maravilhosos, o produto limpa bem mas gentilmente, não deixa a pele repuxando e mudou o aspecto da minha pele quando eu comecei a ter muitas espinhas. Só amores, recomendo a todos, 10/10.

A Água Micelar Needs também é um produto que me deixou apaixonada. Antes dela, eu já usei água micelar Avon, Nivea e até Ruby Rose. Ainda não usei a água famosa da L’Óreal, mas acho que me encontrei nessa da Needs. Não sinto mais necessidade de testar outras. Ela foi a única água micelar até agora que limpou a minha pele sem deixar aquele aspecto grudento de água micelar no rosto. Sem contar que é bem barata, acho que esse vidro de 200ml foi cerca de 20 reais.

O Tônico Equilíbrio Nutritivo Nivea para pele normal a seca foi uma grande evolução, em comparação ao tônico anterior da Neutrogena. Para ser sincera, o da Neutrogena era puro álcool, acabei jogando fora depois de alguns usos. Esse da Nivea é bem melhor, tanto que já estou no meu segundo frasco. É um tônico que limpa a pele sem repuxar. Recomendaria a todos os tipos de pele também, acho que uma pessoa de pele oleosa se beneficia mais com um bom sabonete de limpeza e um tônico suave.

Cuidados Diurnos

O Protetor Facial Multibenefícios Avon é um protetor solar okay, com um custo benefício ótimo. Ele não é o meu favorito (na época, eu usava o Minesol Oil Control, que é o meu favorito até então), porque não é tão sequinho assim, mas é um bom protetor solar. O Minesol é bem mais caro.

Os séruns da Bruna Tavares BT Detox e BT Mermaid são incríveis e fazem toda a diferença. O BT Detox é indicado para peles com acne e ele realmente ajuda a reduzir e a prevenir o surgimento de espinhas. O BT Mermaid também, apesar de ser apenas um ótimo sérum de hidratação que contém ácido hialurônico. Aliás, ácido hialurônico é o meu novo composto preferido, e vocês vão ver muitos produtos aqui com esse ingrediente.

O melhor sérum com ácido hialurônico até agora, na minha opinião, é o No Drama Lhama da Cat Make. Esse sérum tem um altíssimo poder de hidratação, tanto que costumo usá-lo e dispensar o hidratante. Ele deixa a pele super macia e é um ótimo primer para antes da maquiagem. A desvantagem, na minha opinião, é o preço. Esses séruns da Cat Make antigamente custavam por volta de 30 reais. Agora você não os encontra por menos de 40. Ah, e ainda tenho meu receio com a marca por terem expressado apoio ao Biroliro.

Cuidados Noturnos

Gostaria de dizer a todos que esse creme noturno da Renew Clinical Defesa e Reparação é a minha mais recente descoberta em skincare. Estou usando há poucas semanas (e para ser honesta, não estou muito consistente no uso). NO ENTANTO, é um produto mágico. Novamente, temos a presença do maravilhoso ácido hialurônico. Esse creme deixa a pele uma seda, é quase como o sérum da Cat Make em uma versão turbinada. Por isso mesmo, a Avon recomenda que o uso desse creme seja noturno. RECOMENDO DEMAIS!!!!!!!!!

O último produto também estava na resenha anterior e é um que eu vou amar para o resto da minha vida. Trata-se do Huile Prodigieuse Nuxe. Esse óleo é multifuncional e pode ser usado no rosto, corpo e cabelo. Eu uso apenas no rosto, pois é caro demais para conseguir usar de outras formas. kkkkk Mas vale muito a pena! Esse vidro grande custa caro, acho que é 150 ou 200 reais, mas a miniatura custa 40 reais e dura bastante tempo. Recomendo a compra da miniatura, caso você queira saber se o produto vale a pena ou não. Ah, e claro, sempre há a possibilidade de ir numa Sephora testar pessoalmente.

E você, quais os seus produtos de skincare do coração? Comenta aí! (:

Minha wishlist de coisas caras

Oláaaaa! Estou de volta!

Jogando no search do blog, você pode encontrar as minhas wishlists antigas. E, para a minha surpresa, eu consegui adquirir a maioria dos itens das minhas wishlists! Eu não lembrava disso e confesso que estou muito feliz de perceber que consegui juntar meu dinheiro e realizar pequenos sonhos que achava impossíveis.

A wishlist atual é de itens de tecnologia (inclusive abri uma categoria nova pra falar sobre o assunto por aqui!!), principalmente porque ter finalmente um celular bom me deixou empolgada com o assunto. haha

Apple Watch Series 4 40mm Rose Gold

O Apple Watch é aquele tipo de produto supérfluo que você fica viciado e depois não vive mais sem. Pelo menos, foi assim que eu me senti com a compra da minha Apple TV. Tá, minha tv não era smart, o que justifica a compra de um aparelho assim, mas… “Por que não o Chromecast que era mais barato?” Eu pessoalmente não quis comprar o aparelho da Google porque ele é apenas um “repetidor” da tela do seu celular. O Apple TV possui armazenamento próprio, então eu não dependo de estar mexendo em um celular para assistir as coisas que eu quero na minha TV. Ah, mas é claro que, sendo usuário de outros produtos da Apple, a experiência de mexer no Apple TV é uma delícia. A minha Apple TV é a de 3ª geração, então ela não permite downloads de apps como na 4ª. 🙁 Mas comprei de segunda mão, em perfeito estado, no Mercado Livre.

Sobre o Apple Watch, o que me atraiu nele foi a possibilidade de me incentivar mais a ser fitness, o que é muito muito difícil. Não vou mentir, quando o vi pela primeira vez, pensei “mas ninguém no Brasil vai poder usar isso, é um chamado pra ser roubado”. E isso de cara já tirou meu interesse no negócio. Mas eu também pensava isso da Pandora, e atualmente tenho duas pulseiras da marca. Acho que peguei gosto pelo luxury lifestyle. kkkkk

iPad 6ª geração 128GB Gold

O meu primeiríssimo produto da Apple foi um iPad! Isso é um pouco incomum para compradores da marca, geralmente as pessoas começam pelo iPhone (ou então começavam pelo falecido iPod). Só que o meu era de primeira geração, que não tinha câmera e logo perdeu o suporte lá pelo iOS 5. Eu amava muito o meu iPad, ele me fazia companhia do Netflix na cama aos vídeos de receitas na cozinha, passando pela leitura de PDFs e coisas da universidade. Mas, quando comprei o Kindle, abandonei a leitura de livros nele, que era uma das coisas que eu mais fazia, e ele ficou encostado.

Eu achei que nunca mais iria querer comprar um iPad, porque o preço não compensava mais, mas essa sexta geração tá com um preço super praticável e a chama do iPad ascendeu novamente ao meu coração. Agora eu quero muito um desses, até porque o iOS agora conta com uma barrinha de tarefas super semelhante ao macOS! Para os que querem se aventurar no desenho, tem a Smart Pencil à parte, que custa uma pequena fortuna. rs

Canon EOS Rebel SL2

É assim, MEU SONHO GRANDÃO, há muito tempo, comprar uma câmera DSLR. Eu adoro fotografia, mas nunca tive um equipamento pra praticar mesmo, sabe? E além disso, uma câmera me possibilitaria gravar vídeos daora para o Youtube e fazer um Instagram melhor. Eu escolhi essa, a SL2, porque o preço dela é surpreendentemente baixo para uma câmera da categoria. Ela custa a mesma coisa que a T7, que não tem o visor flip, e conta com basicamente as mesmas coisas da T7i custando mil reais a menos. SONHO!

Agora é fazer um círculo de oração pra que eu consiga comprar todas essas caríssimas coisas. Enfim, sonhar não custa nada, né?

Quais são os seus maiores sonhos de tecnologia?

Porque eu sumi + minha história com o iPhone

Olá! Se você clicou nesse link, primeiramente eu gostaria de te agradecer muito por ficar do meu lado até hoje! De verdade! Espero que, com o passar dos dias, eu aprimore esse blog e a sua experiência de leitura seja a melhor possível.

Não querendo justificar o injustificável mas já justificando, trazer conteúdo para o meu blog (e o meu canal do Youtube também… Se você não conhece, aguarde novidades :p) era uma tarefa muito difícil. Isso porque o meu celular, desde o início de 2016, era um modesto iPhone SE de 16 GB. Ou, como eu gosto de dizer, o maior erro da minha vida. Bonitinho, mas ordinário.

iPhone 4S iPhone SE

Tá, eu confesso que dei uma bela exagerada. Nós fomos muito felizes durante esses três anos juntos. O meu celular anterior era um iPhone 4S, também de 16 GB, e que tinha me servido muito bem durante cinco anos (!!!). Tivemos que nos despedir porque a bateria dele já estava muito capenga. Mas esse iPhone 4S foi uma das coisas mais legais que eu já adquiri na minha vida. Final de 2011, eu tinha apenas 15 anos e comprei meu primeiríssimo smartphone com anos de economia de mesada. Daqueles feitos que fazem você sentir orgulho de você mesma. kkk

O problema foi no “upgrade” entre esses dois aparelhos que foi basicamente… a aparência. Troquei um preto por um rose gold bem bonitinho. Mas a capacidade de gigabytes se manteve. Para 2011, 16 GB eram mais que suficientes. Para o celular de 2016, começou bem… e acabou tudo em um imenso pesadelo. Só o sistema operacional iOS estava beirando os 10 GB. Ou seja: sobrando menos de 6 GB para eu armazenar fotos, aplicativos e tudo mais que eu precisasse. A câmera do iPhone SE é maravilhosa (se não me engano, a mesma do iPhone 6S), a portabilidade também (eu pessoalmente amava esses celulares pequenos), mas eu errei muito em comprar a versão com menor armazenamento.

Enfim, toda essa minha história de superação para anunciar, com alegria e com pesar no bolso, que eu finalmente troquei meu celular!!

iPhone XR

Este é meu novo celular, um iPhone XR de 256GB. DUZENTOS E CINQUENTA E SEIS GIGA!! Claramente temos aqui uma compradora pistola. Espero que esse novo celular dure uns 10 anos, até porque não foi nada barato. HAHAHA

Quanto a cor, eu não escolhi a cor Coral. Para falar a verdade, achei ela meio feia quando vi. Eu e muitas outras pessoas, pois só comprei um celular com essa capacidade de armazenamento porque ele saiu pelo preço de um de 128GB (a opção que eu ia comprar) nas Casas Bahia. Muitos outros compradores rejeitaram o pobre do celular Coral e ele estava com um super desconto. Driblei isso com uma capinha cor de rosa e o celular está lindo e rosinha e a minha cara de novo. Pena é não poder usar uma capinha com detalhes transparentes sem ela ficar escandalosamente laranja. kkkkkk

Uma das coisas que me tornava muito resistente aos novos celulares é o tamanho da tela. Os celulares de hoje em dia estão cada vez maiores, e isso compromete muito a portabilidade (colocar no bolso, por exemplo, não é uma opção). Antes do meu primeiro celular, eu já era uma usuária de iPad (infelizmente não sou mais pois o meu ficou defasado e não tenho mais dinheiro para comprar outro), então toda essa parte de joguinhos e vídeos e leituras de PDFs era canalizada para um aparelho específico. Agora que eu não tenho mais esse “apoio” de outro aparelho, realmente, tenho notado que a tela grande é bem mais confortável quando quero assistir Youtube deitada na cama, por exemplo.

Quanto aos PDFs, o Kindle foi um dos grandes motivos de eu ter abandonado meu iPad, e você pode conferir o que eu acho dele clicando aqui. Mas já adianto algo que eu não disse nesse post: a tecnologia da tela do Kindle não cansa os olhos, por não emitir luz, tornando-a muito melhor que o iPad se o seu intuito é ler livros. A desvantagem é que ele serve apenas para livros sem gravuras, então leitores ávidos de HQs e mangás podem se beneficiar mais da compra de um tablet.

É isso, galera. Novos eletrônicos, mais capacidade de produzir, aguardem posts aqui no blog e no canal. E por favor, cobrem bastante de mim para que eu produza esse conteúdo! haha

Beijos!