Maquiagem com produtos nacionais caros

Olá! Tudo bem com você? Eu fiz um vídeo no Youtube ensinando a fazer uma maquiagem usando produtos nacionais caros. Na verdade, o que há de mais caro no vídeo é a preparação de pele, e os outros itens custam um preço razoável.

Eu já falei aqui no blog que produto nacional não é sinônimo de produto barato, e esse tipo de pensamento prejudica bastante a forma como consumimos produtos do nosso próprio país. A tendência geral é pensar que eles são “baratinhos” ou de qualidade inferior a importados. O que não é verdade, pois hoje temos tanto ou até mais investimento em tecnologia para produtos de pele, por exemplo.

O maior exemplo disso, para mim, são as bases em conta gotas e a forma como surgiram no mercado. A febre começou com a base Maestro do Giorgio Armani e continuou com gringos como a Diorskin Nude Air e a Studio Waterweight da MAC. No Brasil, quem começou a proposta foi O Boticário com a revolucionária Air Power. A própria marca, pouco tempo depois, lançou suas versões mais acessíveis, a Base Superfluida de Quem Disse Berenice e a Base Fluida da Vult.

Todo esse investimento em pesquisa para maquiagem com ativos que cuidam da pele gerou uma categoria de produtos que eu amo muito e já comentei aqui também, que são as bases com FPS. Me surpreendi muito ao descobrir nas minhas pesquisas que as melhores bases com FPS alto são brasileiras. Estou, inclusive, usando no vídeo a seguir a Hyaluronic FPS70 de Make B, cuja resenha você encontra aqui.

Espero que você tenha gostado da reflexão e que esse post tenha te ajudado a ver o mercado nacional com mais carinho.
Até mais!