Comprando batons baratinhos: um #fail e um #win

Quem não ama comprar coisas baratas? Especialmente quando são baratas e valem a pena… É muito comum vermos blogs e revistas de moda recomendando produtos caríssimos, fora da nossa realidade. Não que mostrar produtos bons e caros seja ruim, mas nós, com poder aquisitivo menor, também temos o direito de nos sentir representadas e usar produtos de qualidade também! Felizmente, isso vem mudando, e hoje muitas marcas nacionais e baratas têm investido no consumidor.

Um dos meus batons favoritos da vida é o Amour, da Panvel, mas não existem farmácias Panvel onde eu moro (se você é da região Sul e quiser me mandar, eu aceito <3). Ele custou somente 6 ou 7 reais, no máximo, e tinha uma duração boa na boca. Usei até o talo (quase... esqueci um toquinho no carro e derreteu :o) e fui a uma loja de cosméticos procurar preencher o espaço vazio deixado no meu coração. Essas foram as minhas escolhas:

Comprei dois batons: o 01 da Vult e o Pink Fluo Matte da Koloss. As duas marcas são bem conhecidas e figuram várias listas de “produtos bons e baratinhos”. Ambos os batons custaram 12 reais.

O batom da Koloss foi uma decepção gigante. Para começo de conversa, ele nem é tão neon. A cobertura é horrível, camadas e mais camadas de batom e ele continua manchando. E também não é NADA matte. Preciso dizer que a duração é pior ainda? Dinheiro jogado fora. Nunca mais compro nada da Koloss.

O 01 da Vult é um clássico. Se não me engano, existem as duas opções matte e cremosa, acabei optando pela cremosa. Infelizmente, por isso, ele não é à prova de beijinhos, mas tem uma durabilidade ótima para um batom cremoso. A pigmentação também é maravilhosa. Me arrependo de ter gastado com um Koloss em vez de comprar um segundo Vult.

Abaixo, a comparação dos dois:

Como vocês podem ver, o Pink Fluo Matte ficou super transparente na minha mão. Vi outras pessoas falando bem de batons Koloss, mas eu sinceramente não pago pra ver. As que testaram o mesmo batom que eu também acharam ruim. Espero que a marca resolva esse problema, porque vender um produto dessas com o nome MATTE é rir da cara do consumidor.

Vocês também já se decepcionaram comprando batons? Contem pra mim! 🙂

Comments

comments

Carolina Haine

22 anos, licenciada em Letras Inglês, designer e diagramadora de livros. Não vive sem o Evernote, uma caneca de chá e, claro, seus óculos de grau.

Deixe uma resposta