Hiatus

O que todos esperavam. O blog já voltou à sua inatividade de costume. A diferença é que, dessa vez, estou publicando um aviso formal e explicando o porquê.
Todos já devem imaginar que estou cheia de coisas para fazer. Aulas, trabalho, estudar, etc etc. O pouco tempo livre que eu tinha morreu. Mas não pensem que eu esqueci disso aqui. Estou com algumas coisas em mente para postar, só preciso de calma e inspiração. Melhor poucos posts bons que muitos ruins, né?!?

Agradeço a compreensão de todos.
C.H.

Ao trio inseparável

This arrow that’s reached my heart
Feels like a part of my body now
Even though it hurts to death
I can’t remove you, who’s stuck in my heart
 Because it’s love, because for me, it’s love

Entre o destino e o acaso, nunca soube qual dos dois escolher. E, no momento, não poderia me sentir mais desorientada quanto a isso.

Essa é uma história repetidamente contada e recontada. Provavelmente, até o dia de minha morte, encontrarei infinitas formas de contá-la.

Muito se diz sobre o drama da adolescência e as pessoas acabam atribuindo a intensidade dos eventos ocorridos na vida delas aos hormônios e à sensação de novidade. Não estão de todo errados. Certas coisas em nossas vidas apenas poderiam acontecer no momento em que aconteceram. Isso pode ser bom ou ruim. Na maioria das vezes, é apenas um fato.

Como dizer adeus ao período de limbo em que se termina o ensino médio, mas ainda não começa a faculdade? O meu durou longos quatro meses, que pareciam não acabar nunca. Mudei muito nesse tempo. Li bastante, escrevi alguns poucos ensaios, acabei me afastando de muita gente.

Não havia tido nenhuma expectativa quanto a amizades até então. Em menos de dois meses de inserção em ambiente acadêmico, todos esses conceitos formados em minha cabeça se esvaíram. O processo de conhecer pessoas sempre fora lento e gradual, mas duas pessoas me mostraram que minha vida ainda não havia nem começado, e, é claro, teriam suma importância nela.

Estava formado o trio.

Even if I can’t have you, even when my heart
Is blocked in the end by the wall of sad connection
I love you, if it’s a place, where I can just watch you
Because you’re my everything

Como parte integrante deste, aprendi:

  • A amar e ser amada
  • A cuidar e ser cuidada
  • A gritar muito
  • A chorar de ódio e alegria
  • A cuidar de gente bêbada
  • A me envolver em mil tretas
  • A passar por coisas que nunca imaginei passar
  • A gostar muito mais de abraços
  • A reconhecer pessoas pelo cheiro
  • A resolver os problemas com gordice
  • A ter um colorido a mais na minha vida

E foi assim, durante um ano, que tudo se transformou completamente.

Alguns acompanharam esse processo de perto. Outros, de longe. Muitos notaram que o trio demandava cada vez mais tempo e energia. E, quando eu já estava sem forças, acabei o deixando ir.

Um a um.

Primeiro, respirei. Sensação momentânea de alívio.
E de repente me vi sem chão.

Mas eu sabia que havia tomado a decisão certa.
No entanto, eu preferiria tomar mil decisões erradas.

E assim, a vida continua…

 It’s not tough, oh no
 Because you have to be mine
In order for you to be you
 Even if it hurts
Even if you make me cry
I love you

SHINee – 화살 (Quasimodo)