Um amor chamado chá + Resenha: Lady Grey (Twinings)

Como muitos devem saber, chá é a minha bebida favorita. Quente, gelado, de manhã, à tarde, à noite… Acompanha toda e qualquer ocasião da minha vida. Minha paixão é tanta que devo ser a única pessoa que anda com um estojinho de chás com as minhas teabags favoritas. Para tomar no trabalho, na casa da minha avó, ou qualquer lugar onde eu possa ferver água e usar uma caneca.

Chás

Eis que minha mãe surgiu com essas três caixinhas aqui. Tem como não amar?

Já havia provado dois desses três sabores antes: o Limão com Gengibre e o Lady Grey. Não sou uma grande fã do primeiro. O sabor de gengibre é muito acentuado e me senti tomando algum tipo de remédio. Mas o segundo é amoooor! Lady Grey consiste em chá preto saborisado com algumas frutas cítricas (limão, laranja e tangerina, se não me engano).

Prince of Wales, segundo a embalagem, é um chá preto preparado na China originalmente designado ao príncipe do País de Gales em 1921. Atualmente, é um dos sabores mais apreciados pelos ingleses no chá das cinco, acompanhado principalmente de leite.

Quanto a embalagem, a Twinings está de parabéns, desbancando todas as embalagens nacionais. Os chás são embalados individualmente, coisa que não acontece em muitos chás Leão, e mesmo quando são, o saquinho é muito fino. O da Twinings é perfeito para carregar para todos os lugares (embora eu deva ser a única pessoa que faz isso, e inclusive sai distribuindo chás para as pessoas provarem quando chegarem em casa).

Quando recebi os três, não estava a fim de tomar apenas chá preto, então acabei optando pelo Lady Grey. O sabor dele é suave e as notas cítricas aparecem bem no fundo, especialmente o limão, lembrando um pouco o chá de limão puro da mesma marca. Delicado, sem deixar de ser marcante, é propício para quase todas as ocasiões (lembrando que chá preto antes de dormir não é muito recomendado por causa da cafeína) e não lembro de ter tomado nada semelhante antes.

Nota: ★★★★☆

Não sou a menor especialista em chás, mas pensei que talvez fosse legal acrescentar uma categoria do tipo nesse blog, já que ele é um apanhado desorganizado da minha mente. Ainda não fiz a peripécia de tomar um chá com leite. Como não sou a maior fã de leite, acho que ficaria muito esquisito. Mas, se um dia eu passar por tal experiência, conto aqui.

Comments

comments

Carolina Haine

22 anos, licenciada em Letras Inglês, designer e diagramadora de livros. Não vive sem o Evernote, uma caneca de chá e, claro, seus óculos de grau.

Deixe uma resposta