Cinco produtos caros na farmácia que valem cada centavo

Oi, internet. Tudo bem com vocês?

O post de hoje é mais uma dica de amiga – acredite se quiser! Esses cinco produtos não são mirabolantes nem impossíveis de achar. Na verdade, são produtos extremamente usados por qualquer ser humano no cotidiano – e talvez isso torne a dica ainda mais legal. Gostaria de explicitar que a noção de preço é muito subjetiva, e o que é caro para mim, pode ser perfeitamente acessível para você. Dito isso, vamos às considerações:

Desodorante Ban

Esse desodorante custa na faixa de uns 30 reais, o que o torna um pouco mais caro que os produtos na categoria. Mas, na verdade, o custo benefício dele é MUITO melhor! O primeiro que eu comprei durou mais de um ano, o que é incrível para um desodorante. Além disso, ele é extremamente eficaz e protege bem. Essa minha versão é a Unscented, ou seja, sem cheiro. Mas há outras versões com cheiro que também são agradáveis. O cheiro não é forte nem incomoda.

Protetor Solar Minesol Oil Control

Protetores solar não costumam ser muito baratos, então já é esperado desembolsar um certo dinheiro nesse tipo de produto. Esse, o Minesol, custa em torno de 75 reais. É um pouco mais caro que protetores mais baratos, como Nivea, Avon ou L’Óreal. Mas o investimento vale super a pena, especialmente se sua pele for oleosa. Esse produto é tão sequinho que você nem sente que está com protetor depois de aplicá-lo.

Gel de Limpeza Cleanance Avène

Eu achava que o item de pele de maior investimento deveria ser o hidratante, que sabonete facial qualquer um serve. Paguei a minha língua ao testar este aqui. É o melhor sabonete que já usei e foi a única coisa que deu jeito nas minhas espinhas. Antes, mesmo com a minha rotina super regrada, elas sempre vinham dar o ar da graça. Este sabonete custa 50 reais nesse tamanho de 150ml, mas vale a pena esperar por promoções.

Escova de Cabelos Tangle Teezer Thick & Curly

Mais uma coisa que eu achava que era frescura, que não ia funcionar com cabelo cacheado, que era um “pente do vovô” gourmet. Novamente, estava muito enganada. Essa escova é a melhor coisa que já passou pelos meus fios. Ela custa cerca de 70 reais, um absurdo para uma escova de cabelos! Mas vale cada mísero centavo. De verdade. Se seu cabelo embaraça muito, você vai se apaixonar por ela. O desembaraçar com ela fica tão absurdamente fácil – e essa que vos fala passava cerca de meia hora só para desembaraçar o cabelo. É o produto mais caro desse post, o que pode assustar quem lê, mas acreditem em mim e não vão se arrepender.

Escova de Dentes Curaprox

Novamente, mais um produtinho revolucionário. Essa escova custa cerca de 35 reais, o que é um valor bastante alto se compararmos com as escovas de dentes mais conhecidas do mercado. Porém, as cerdas dela são tão macias que sua boca jamais aceitará outra coisa. Uma vez, tive que fazer uma viagem e acabei não levando a minha querida Curaprox. Foram as três semanas mais torturantes da vida, com cerdas duríssimas arranhando minha gengiva. Já testei também a escova da Sensodyne e é uma ótima versão mais barata para quem não quer desembolsar tanto dinheiro para escovar os dentes.

Com essa, me despeço aqui. Espero que as dicas tenham sido úteis a vocês. Contem para mim nos comentários qual é o produtinho de farmácia que você não vive sem!

Abraços,

Carol

Tudo sobre água termal: favoritos, diferenças, substitutos baratinhos

Oi, internet. Cá estou eu novamente! Hoje trouxe um vídeo que vocês estavam bem curiosas para ver: o que eu acho das águas termais, qual o melhor custo benefício, diferenças, etc. O vídeo não ficou lá essas coisas e o áudio tá um pouco fora de sincronia, mas eu tentei muitas e muitas vezes arrumar, fiquei com raiva e deixei assim mesmo.

Sem mais delongas, confira aqui o vídeo:

Abraços,

Carol

Compartilhando com vocês meu planejamento

Olá, internet. Cá estou eu mais uma vez. E o post de hoje é muito simples, porém importante para mim: irei compartilhar com vocês o meu planejamento para fazer essa máquina toda girar. E vou conversar com vocês todos de uma maneira bem franca sobre como e porquê decidi fazer blog e canal a essa altura do campeonato.

Novinha, eu?

Por incrível que pareça, esse não é o meu primeiro, nem segundo, nem terceiro, nem quarto, nem quinto (sério!!!) blog. Eu já tive muitos, muitos mesmo, mas acho que foi em meados de 2012 que decidi parar de tentar criar nomes para eles. Sério. Sou péssima nisso. E desde então nasceu o Carolina Haine, que na época era hospedado num simples e humilde servidor gratuito do WordPress.com. O conteúdo dele? Resenhas e descobertas acadêmicas. E resenhas de chá. Ao revisitar esse conteúdo, achei tão legal que resolvi migrá-lo para cá, então acessando o arquivo, você pode conhecer como era a minha vida na época.

Foco pra quê se eu posso falar de tudo?

A louca, né. kkkkk Eu já tive blog de diário virtual, de anime, de esmaltes, de pixel art, de textos acadêmicos… Quando fiz esse aqui, resolvi chutar o balde e falar sobre um pouco de tudo. Isso é completamente ao contrário do que os especialistas em blog recomendam, mas eu tô nem aí, me sinto bem feliz assim. Atualmente, o meu foco não é falar sobre temas específicos, e sim tentar aprender conceitos básicos do design diariamente. Basicamente, o blog é minha escolinha pessoal de aprimoramento nas minhas habilidades. 🙂

Ah, importante falar que isso NÃO SE APLICA ao YouTube. Eu tenho uma câmera extremamente simples, mal sei editar um vídeo e meus vídeos não são lá essas coisas, mas nele a minha lógica é justamente ao contrário: estou tentando aprender a falar de temas comuns, porém diferenciados. Basicamente, ser aquela blogueirinha que te dá dicas de amiga sobre como ter uma pele incrível, mas que também não terá papas na língua ao falar de assuntos considerados polêmicos.

Eu, Carolina, sinto muita falta de blogueiras assim, porque a maioria está apenas empenhada em falar do batom da moda, mas sem o menor interesse em conscientizar seus seguidores da atual situação política. Aos que também pensam assim, é nóis. :p

Como dividir o conteúdo entre blog e canal?

O meu canal de comunicação com vocês tem sido majoritariamente o meu Instagram (@carolinahaine, segue lá!). Pelos stories, eu tenho perguntado a vocês o que vocês querem que eu mostre no canal e no blog. Na real, eu pergunto apenas sobre os conteúdos e acabo fazendo uma curadoria pessoal. Temas que trazem mais explicações longas, como o post que fiz sobre mercado editorial, vêm pro blog. Temas mais simples e fáceis de abordar em listas vão para o Youtube. Mas nada impede que eu não fale disso por aqui também! Exemplo disso é o meu post de como cuidar dos cabelos cacheados e descoloridos usando a técnica low poo.

Que dias eu pretendo me dedicar ao blog ou ao canal? Quando sai vídeo e post novo?

Essa questão eu admito que tenho pecado bastante. Mas como ainda estou no começo, a esperança é a última que morre. Como atualmente eu esteja trabalhando apenas como freelancer, isso me permite ter horário super flexíveis para criar. E ainda assim eu falho e me atraso na entrega dos vídeos. Fazer o quê. kkk

O que eu defini para mim mesma é: toda sexta sai vídeo novo no Youtube. Sexta às 12h, que foi o horário que estipulei. Esse vídeo de sexta é o que não posso faltar com a entrega. MAS, contudo, entretanto, todavia… Sempre que eu puder, eu vou liberar outro vídeo na quarta-feira. Ficando então com dois vídeos semanais.

Quanto ao blog, esses vídeos geram links que podem se tornar aqueles posts “vazios” de divulgação. Não os considero efetivamente como posts na minha frequência criativa, mas tenho tentado fazer ao menos um post semanal completíssimo, com direito a fotos e pesquisas detalhadas. Sendo assim, a frequência semanal de posts seria de 3 ou 4.

Você também tem um blog?

Socorro, às vezes eu acho que estou afundada nesse barco sozinha e todas as pessoas do mundo pararam de ler e se importar com blogs. Então, caso você tenha o seu e também esteja tentando conseguir forças para atualizá-lo, deixe o link nos comentários e eu terei o maior prazer em visitar. <3

Abraços,

Carol

Como eu cuido do meu cabelo cacheado e descolorido com a técnica LOW POO

Olá, internet! Tudo bem com vocês?

Hoje eu decidi inaugurar uma categoria nova no blog, embora eu já tivesse falado um pouco sobre o assunto em posts anteriores: Cabelos. Não é novidade para alguns de vocês que eu tenho o cabelo pintado de azul, e isso gera muitas dúvidas sobre como mantê-lo saudável e protegido apesar da descoloração. Como um “agravante”, meu cabelo é cacheado (tipo 3B), ou seja, ainda mais propenso ao ressecamento.

Não vou mentir, os resultados melhoraram muito a partir do momento em que eu investi mais dinheiro nisso. Mas você pode obter resultados satisfatórios sem gastar muito dinheiro. O problema é que, quando eu usava produtos de cabelo muito baratos, eles não rendiam tanto e eu tinha que comprá-los novamente com muita frequência. Produtos mais caros e mais concentrados me permitem utilizar apenas uma gotinha de produto e ficar bem mais satisfeita. Isso é algo que ninguém nunca fala em resenhas de produtos baratinhos, e eu estou abrindo meu coração com vocês e falando sobre isso de uma forma bem sincera.

Shampoo e condicionador

DSCN3000

Shampoo e condicionador é uma categoria extremamente necessária, afinal, são os produtos que usamos quase que diariamente. No entanto, você não precisa gastar rios de dinheiro nela. Aqui é a hora em que é extremamente inteligente economizar. Eu tenho esses dois kits, o Meu Cacho Minha Vida da Lola Cosmetics e o Tratamento Para Conquistar de Coco da Salon Line. Ambos entregam ótimos resultados no meu cabelo, sendo até semelhantes. Se você é apegado a cheiros, eu ainda recomendaria o Salon Line, porque acho o cheiro dessa linha da Lola bem ruim (felizmente ele não fica no cabelo).

Máscaras de Tratamento

DSCN3005

Aqui é o momento em que você pode dizer SHUT UP AND TAKE MY MONEY! Quanto a máscaras de tratamento, eu percebo que um pouco mais de investimento vale a pena. Porém, como eu não tenho tanto dinheiro assim para comprar marcas profissionais e caras, eu já me considero bem ostentação com Lola. kkk Eis o que eu acho de cada produto:

  • Máscara de Tratamento para Arrasar, Hidratação Poderosa, Salon Line

    Não é poderosa. Entra naquilo que eu falei, é uma hidratação bem leve. Isso torna o produto ruim? Não, de forma alguma! Mas para você tirar o maior proveito dele, é bom passar um bom tempo com ele na cabeça, de preferência com touca térmica, e utilizar de uma a duas vezes por semana. Entrega o efeito de praticamente qualquer máscara de hidratação baratinha. São também boas para diluir os pigmentos na hora de pintar o cabelo com tinta fantasia.

  • Eu sei o que você fez na química passada, Reconstrução, Lola Cosmetics

    Essa máscara é uma delícia de se passar no cabelo. Apesar de ser de reconstrução, é bem emoliente e deixa o cabelo macio, sem enrijecer como máscaras de reconstrução costumam fazer. O cheiro dela também é maravilhoso, como a maioria das máscaras Lola (vai entender porque só a linha Meu Cacho Minha Vida tem cheiro ruim). Entre ela e a Tarja Preta, a máscara que falarei em seguida, acho que fico com ela, mas ambas são excelentes.

  • Tarja Preta, Reconstrução, Lola Cosmetics

    Outra máscara maravilhosa. Apesar do potinho pequeno, ela me rendeu um ano (no momento só tenho o pote para ilustração mesmo, porque o conteúdo já acabou). Eu imagino que isso aconteça com a Eu sei o que você fez na química passada também, porque a reconstrução é o passo menos frequente. Cabelos virgens podem utilizar reconstrução de uma a duas vezes ao mês, enquanto cabelos com química podem aumentar a frequência para uma vez por semana, caso estejam muito fragilizados. Mais que isso é exagero.

  • Morte Súbita, Nutrição, Lola Cosmetics

    Eu adoro essa máscara, inclusive é a que levou o nome Lola ao estrelato. Mas sendo bem sincera com vocês: ela não é mágica em um potinho nos meus cabelos. Eu testei uma amostra da Bendita Ghee de Nutrição no meu cabelo e curti bem mais. Isso não a faz ser uma máscara menos incrível, mas acho que, com o tempo, as tecnologias da própria Lola foram aprimoradas e agora eles têm na linha deles máscaras ainda mais potentes. Ela se enquadra no cronograma como Nutrição, mas eu diria que é mais uma “hidratação nutritiva”. Também rende consideravelmente bem, pois é um creme super espesso.

  • Milagre, Hidratação, Lola Cosmetics

    Amor e ódio definem esse produto. Assim que comprei, eu odiei com todas as forças, achei que não fez efeito nenhum no meu cabelo. A verdade é que eu gostei tanto desse produto que acabei comprando outro pote depois (!!!). Infelizmente, esse pote gigante não existe mais, e a desculpa que a marca me deu é que “é um produto que rende bastante”. É mentira, não rende nada. Como hidratação ele é medíocre, preciso encher mãos e mãos e o efeito não chega nem aos pés daquela baratinha da Salon Line (que eu falei que também não é essas coisas na hidratação, né? Pois é). Com todo esse problema, por que eu ainda comprei esse produto? PORQUE É O MELHOR LEAVE-IN DA VIDA. É suave, o cheiro no pote é horrível mas fica um cheiro maravilhoso nos cabelos (que bruxaria é essa?). Não justifica o alto preço, porém, porque existem outros leave-ins legais e baratos. E não, o Yamasterol não é um deles. Eu odeio Yamasterol, tem um cheiro horrível, me traz memórias olfativas muito ruins e o efeito que ele entrega no meu cabelo não é tão bom assim.

Leave-ins

DSCN3003

Também conhecidos como “creme para pentear sem enxágue”, os leave-ins são essenciais na vida de uma pessoa cacheada ou crespa. O leave-in, além de dar forma ao cabelo, protege dos danos da poluição, do clima, entre outras vantagens. Além do Milagre, que eu já falei que uso como leave-in, tenho esses três para mostrar. Novamente, o da Meu Cacho Minha Vida é o mais ruinzinho deles e também tem um cheiro ruim (que pelo menos não fica no cabelo igual o Yamasterol! eca). Ele é um bom creme apesar disso, mas entrega o mesmo resultado que o Diva de Cachos da Niely. O creme da Niely tem um cheiro melhorzinho que o da Lola, mas ainda assim não é um cheiro incrível não. Se você já usou algum produto da Niely Gold, sabe qual é o cheiro que estou falando. A coroa nessa categoria vai para o Casulão: além do preço incrível, 17 reais nesse pote de 950g (o pote menor é 10 reais, caso você queira testar primeiro), é o mais emoliente, o que deixa os cabelos mais macios e tem um cheiro maravilhoso. Eu já perdi a conta de quantos potes desses usei na minha vida.

Extra: óleos

DSCN3007

Para finalizar, os óleos. Muitos de vocês devem ter me perguntado onde entram os óleos nisso tudo. Aqui eu trouxe dois exemplos, infelizmente são poucos: os óleos naturais e os óleos sintéticos. Esse óleo sintético em específico, o Super Óleo 8 da Garnier Fructis, é bem aceitável. Mas num geral, prefira os óleos naturais. Ele serve para finalizar o cabelo e diminuir o frizz, mas não gosto de utilizá-lo com muita frequência.

O outro pote era de uma tinta Biocolor, mas o conteúdo é óleo de coco. Dizem que o óleo de coco é o rei da hidratação em tudo, e eu já cheguei a testá-lo de muitas formas. A que mais deu certo no meu cabelo foi a umectação: trata-se de besuntar o cabelo em óleo de coco e esquecer que você passou ali. Em alguns casos, as pessoas até optam por dormir deixando o óleo fazer efeito no cabelo. No dia seguinte, lava-se o cabelo com shampoo e condicionador. A outra forma que eu já cheguei a usá-lo foi enriquecendo uma máscara de nutrição baratinha. Também deu super certo. A terceira e última forma seria utilizá-lo como finalizador também, mas eu não gostei muito do óleo de coco especificamente para essa função.

Para finalizar, gostaria de enfatizar o que eu comentei no primeiro parágrafo desse post: de nada adianta você investir tanto em produtos se você não se disciplinar a usá-los sempre. Eu sei que parece óbvio isso, mas eu já fui daquelas pessoas que usava uma máscara de hidratação uma vez por mês e não entendia porque meu cabelo continuava ressecado. Aqui é rotina Espartana, bebê! Eu não chego a fazer o cronograma capilar porque eu cheguei a um ponto em que consigo olhar meu cabelo e perceber o que ele precisa, mas é necessário usar máscaras PELO MENOS duas vezes por semana em um cabelo cacheado virgem. Que dirá um cabelo cacheado com química!

Espero que meu post tenha ajudado vocês a cuidar melhor dos cabelos. Até mais!

Carol